Crítica

Crítica: Smile (Beach Boys, 1966-2004), ou como as obras incompletas são completas

Não é suficientemente esclarecedor chamar a Smile, ou ao processo da sua produção, de labiríntico, como se fosse uma obra impossível de ser concluída. Não o é. aliás, muitos dos alinhamentos possíveis serviriam como conclusão ao conceito, por isso convém não confundir a sobrecarga mental e o falhanço com a noção de obra impossível, que Smile não é.
Crónica

O “Ricardo A. Pereira” “tem muita graça”, é “muito culto” e “muito inteligente”

Desde o advento desta figura no entretenimento nacional, há mais de vinte anos, que esta ganhou notoriedade, num país de campónios, por, além da qualidade para a comédia, ser supostamente uma figura de gabarito intelectual superior à média, fino conhecedor da alta cultura, e dono de uma extraordinária inteligência capaz de produzir argumentos fora do alcance do português comum. Uma espécie de Marcelo Rebelo de Sousa dos palhaços, portanto. Nada disto poderia estar mais longe da verdade e, com toda a probabilidade, é uma quase completa efabulação. Vejamos ponto por ponto.
Ensaio

A Hipermodernidade Em Gilles Lipovetsky: Será A “Desdefinição” Dos Valores Estéticos?

A estética sempre foi considerada como é tida hoje: apesar de usar termos diferentes, não alterava o seu significado da contemplação do Belo, uma transformação dos elementos alcançáveis através da intuição, da compreensão do Belo, da arte e depois da intuição do interior. O belo e a beleza têm sido objecto de estudo ao longo de toda história da filosofia. Neste artigo, procurar-se-á responder a pergunta: será a “desdefinição” dos valores estéticos nos dias de hoje?

Ensaio

A defesa do arquipélago da Madeira durante a Segunda Guerra Mundial

No contexto da Segunda Guerra Mundial, a Madeira, apesar de não possuir recursos naturais extraordinários, seria um local ideal para uma base aeronaval. Essa importância foi rapidamente compreendida pelos principais intervenientes no conflito e levou a que os respetivos Estados-maiores das potências em conflito, desenvolvessem planos de invasão e ocupação da ilha da Madeira.
CrónicaBoa-Hora

Um Texto Sobre Relojoaria

Leia este texto e divirta-se muito a lê-lo. Quando terminar envie um e-mail a pedir mais ao editor. Possivelmente não vamos escrever mais porque somos pessoas muito ocupadas. Leia cada uma das letras como quem observa a mais linda das paramécias ao microscópio. Reflita sobre a nossa intenção na escolha de cada uma das palavras. Encare o conjunto de frases como quem encara um estereograma.
Ensaio

O Ciberespaço como Dédalo: Em Busca de Uma Individualidade (Quase) Perdida

O lugar (ou não lugar) do ciberespaço apresenta características dinâmicas e semelhantes às de um desafiante e perturbador itinerário labiríntico. Trajeto em constante transformação, sem um centro único, facilitador de ligações em várias direções e de todos os seus pontos, que avança num emaranhado de possibilidades que pode significar, entre outras coisas, a perda de individualidade.
Ensaio

Ode Marítima (Segundo Movimento)

É fundamental reconhecer uma abordagem particular de leitura para o poema Ode Marítima, de Álvaro de Campos, que não pretenda ser um método definitivo. Ao expressar isso, quero lembrar aos especialistas que o estudo de poesia exige aventurar-se além dos limites do que já se sabe sobre o próprio poema, a fim de que possamos compreender e apreciar plenamente os princípios que sustentam a autonomia poética.
Crónica

Inquéritos sobre Neologismos Irritantes

Desde o advento não só das redes sociais mas também de pessoas que não sabem distinguir entre falar telegraficamente e escrever português decente — e cujas consequências naturalmente se arrastam até ao mundo conceptual — animámos, na plataforma Twitter, uma série de inquéritos informais sobre este tema. Eis os resultados.

CrónicaDestaquesO Assento das Ensinanças

Citações de Dos Privilégios E Prerrogativas que o Feminino tem por Direito Comum E Ordenações do Reino mais que o Masculino, obra entregue a Sua Majestade D. Catarina de Áustria [Rui Gonçalves, 1557]

Dez alíneas das cento e seis presentes na obra de Rui Gonçalves, professor de direito e jurisprudência romana em Coimbra, no sec. XVI, sobre os direitos da mulher no quadro legal português dessa época.
Crónica

Entre o Caseiro e o Comercial: A Jornada da Cosmética Natural

No turbilhão de opções na indústria de beleza, a dualidade entre a cosmética natural caseira e a comercial surge como um conto fascinante. O ritual diário de cuidados com a pele desdobra-se num debate entre o feito em casa e o pronto para comprar. Numa sociedade imersa em produtos de beleza embalados e promessas reluzentes, a procura pela verdadeira essência da beleza encontra-se no cruzamento entre estas duas abordagens distintas.
EnsaioDestaque

Nanoestruturas de Celulose: Aplicações Tecnológicas Emergentes

A celulose, o composto orgânico renovável mais abundante na Terra, desponta como um polímero natural sustentável fascinante e quase inesgotável, utilizado em diversas aplicações do dia-a-dia. As suas vantagens, como disponibilidade, baixo custo, baixa densidade, não toxicidade, biocompatibilidade e biodegradabilidade, tornam a celulose uma escolha atraente em uma ampla gama de setores.
CrónicaDestaque

Os grupos étnicos do Japão

Os japoneses aparentam, para o observador externo, ser um povo homogéneo. No entanto, as estatísticas antropológicas e sociológicas indicam o contrário. Entre o povo mais comum (a etnia Yamato), os seus povos indígenas, pessoas de raça mista, e imigrantes residentes no Japão, isto está longe de ser verdade. Em particular os povos indígenas possuem uma história e posição atual interessante de várias maneiras.
Crónica

De quando o sensacionalismo jornalístico se junta ao academismo activista

Foi noticiado no jornal Público um estudo da investigadora Ana Rita Alves, do CES, em Coimbra, que permitiu, aparentemente, aos jornalistas — ou à própria autora — chegar à conclusão de que “ciganos têm 43 vezes mais probabilidade de serem mortos pela polícia” e “pessoas negras 21 vezes mais probabilidade de ser morta pelas autoridades do que uma pessoa não negra”.
Ensaio

Comunicação intercultural: cultura, representações sociais e desafios comunicacionais

Propõe-se assim tratar conceitos como cultura, representações sociais e estereótipos de modo a desenvolver uma reflexão sobre comunicação intercultural, na qual se aborda a improbabilidade da comunicação, fazendo referência a Luhmann, e, por fim, apresentar medidas que podem melhorar o contato intercultural, nomeadamente, a comunicação e a desconstrução de estereótipos.

Artigos

Todos os Ensaios, Críticas e Crónicas.

Revista Minerva Universitária

Edições

Edições mensais em versão integral.

Revista Minerva Universitária