O Mandarim (Eça de Queirós): Análise Filosófica

Sobre o paradoxo do mandarim: será o homem capaz de se manter fiel à virtude se estiver certo de que o seu crime passará impune aos olhos da humanidade?